top of page

Post

Síndrome de Guillain-Barré (SGB) diante do aumento de casos no Peru e da declaração de emergência pe

Antecedentes Em 08 de julho de 2023, o governo do Peru declarou emergência sanitária por 90 diasatravés do Decreto Supremo N° 019-2023-SA devido ao aumento inusitado de casos de SGB. Até omomento, no ano de 2023, um total de 182 casos de SGB foram reportados. Destes, 31 pacientesencontram-se internados, 147 receberam alta hospitalar e 4 vieram a óbito. No Peru, em 2019, foi registrado um surto sem precedentes de SGB, afetando váriasregiões do país, com cerca de 900 casos registrados. Com base nas característi cas clínico-epidemiológicase no estudo dos agentes identi fi cados, concluiu-se que esse surto foi associado à presença do genóti po Campylobacter jejuni ST2993. No ano de 2020 foram registrados 448 casos, em 2021 foram 210 casos e,em 2022, foram 225 casos. Síndrome de Guillain-Barré A SGB é uma polirradiculoneuropati a desmielinizante infl amatória aguda que afeta osistema nervoso periférico. Esta se caracteriza por início agudo, progressão rápida e fraqueza muscularsimétrica e ascendente que chega ao pico entre duas e quatro semanas. A SGB é causa mais comum de paralisia fl ácida no mundo e requer um diagnósti codiferencial de outros agravos que também têm paralisia como uma manifestação clínica. Esses agravosincluem a poliomielite, botulismo, miosite aguda, entre outros. A SGB não é transmissível de pessoa a pessoa. Antecedentes etiológicos Agentes infecciosos e não infecciosos podem desencadear a SGB, mas cerca de 75% doscasos são devido a um processo infeccioso. A bactéria Campylobacter jejuni é a causa mais comum, e outras bactérias como Mycoplasma pneumoniae e Haemophilus influenzae também são associadas como desenvolvimento da SGB. Outros agentes etiológicos incluem os vírus Zika, dengue, chikungunya, citomegalovírus, Epstein-Barr, sarampo, influenza A, enterovírus D68, hepatite A, B e C, HIV, entre outros. Arbovíroses Neuroinvasivas As infecções por arbovírus produzem quadros clínicos com diferentes níveis de gravidade, desde assintomáticos até hemorrágicos e neurológicos, que podem deixar sequelas e levar ao óbito. Entre as síndromes neurológicas mais frequentemente associadas às arboviroses estão a meningite, aencefalite, e a paralisia flácida aguda.

Leia o conteúdo completo:

Fonte: Ministério da Saúde

Comentários


bottom of page