top of page

Post

Recomendação da vacina COVID-19 Pfizer-BioNTech em crianças de 6 meses a 2 anos de idade com comorbi

NOTA TÉCNICA Nº 114/2022-DEIDT/SVS/MS

ANÁLISE A covid-19 foi identificada no mundo em dezembro de 2019 e a doença adquiriu o estado de pandemia em março de 2020. O Brasil notificou o primeiro caso em 26 de fevereiro de 2020. Até o dia 08/10/2022 foram registrados 34.719.025 casos confirmados de covid-19 no Brasil, segundo dados do e-SUS notifica. No Brasil, entre 2020 a 2022 até a Semana Epidemiológica (SE) 40, foram notificados 3.321.387 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave(SRAG) hospitalizados, sendo 1.167.303 – em 2020, com 59,9% confirmados para covid-19; 1.710.441 de caso- em 2021, com 70,6% confirmados para covid-19.Já em 2022, até a SE 40, foram registrados 443.643 casos de SRAG pela covid-19. Entre crianças e adolescentes de até 19 anos, foram notificados 372.522 casos de SRAG, correspondendo a 11,0% do total de casos de SRAG, sendo 54.762 casos de SRAG por covid-19 (2,6% do total de casos de SRAG por covid-19). De maneira geral, nos dados apresentados, observa-se que o risco de casos graves pela covid-19 diminui conforme a redução da faixa etária, no entanto, o risco de agravamento, aumenta em crianças menores de 2 anos de idade, notando-se que esta população teve a incidência de SRAG pelacovid-19 e a taxa de mortalidade pela doença superiores a população de 3 a 19 anos de idade. Desde o início da pandemia, até o presente momento já foram confirmados 1.465 óbitos por covid-19 em crianças menores de 2 anos de idade, e cerca de 25.342 mil internações decorrentes da covid-19, dados de todas as unidades federadas do país. Nas crianças elegíveis para iniciar a vacinação contra a covid-19, observou-se que nas de faixas etárias de 6 a 11 meses, foram notificados 40.977casos de SRAG, sendo 12,3% (5.036) pela covid-19 e para as crianças de 1 a 2 anos, foram notificados 88.057 casos de SRAG, sendo 10,9% (9.561) pela covid-19. Quanto aos óbitos, nas crianças de 6 a 11 meses, foram notificados 911 por SRAG, sendo que 29,7% (271) pela covid-19 e para as crianças de 1 a 2 anos, foram notificados 1.247 por SRAG, sendo 28,8% (359) pela covid-19. Essas informações mostram que essa população tem um risco comparativamente menor do que os indivíduos adultos. No entanto, apresentam um importante número de casos e óbitos por covid-19, e esses números não são diferentes para a população de 3 a4 anos de idade. No que diz respeito aos casos e óbitos de covid-19 e comorbidades emcrianças de 0 a 4 anos de idade, as mais referidas foram: cardiopati a,doença neurológica, doenças imunossupressoras e pneumopati as. Importante ressaltar que um mesmo paciente pode ter uma ou mais comorbidades referidas.

Leia a nota técnica na íntegra:

Fonte: Ministério da Saúde

Kommentare


bottom of page