top of page

Post

Casos notificados de Monkeypox (varíola dos macacos) em 14 países

COMUNICAÇÃO DE RISCO – REDE CIEVS Secretaria de Vigilância em Saúde | Ministério da Saúde Número 06 | 22.05.2022.

Comunicação de risco tem como objetivo realizar alerta ao Sistema Único de Saúde, por meio da divulgação rápida e eficaz sobre eventos de saúde pública (doenças e agravos). Esse processo visa possibilitar à população, parceiros e partes interessadas o acesso à informações fidedignas disponíveis que possam apoiar nas medidas de proteção e controle em situações de emergência em saúde pública, garantindo resposta coordenada e oportuna.

(Foto: Divulgação / World Health Organization)

Descrição do evento: Até o dia 21 de maio de 2022, foram notificados 155 casos notificados de Monkeypox (varíola dos macacos) em 14 países: Austrália, Alemanha, Bélgica, Canadá, França, Estados Unidos, Espanha, Itália, Portugal, Suécia, Suíça, Israel, Países Baixos, Reino Unido, todos autóctones e sem histórico recente de viagem para áreas endêmicas. Ações realizadas: Comunicação com a Rede CIEVS, RENAVEH, DCCI, CGZV, CGPNI e CGLAB. Segue em monitoramento pelo CIEVS Nacional.

A Monkeypox (varíola dos macacos) é uma doença causada pelo vírus da varíola dos macacos. O nome deriva da espécie em que a doença foi inicialmente descrita em 1958. Tratase de uma doença zoonótica viral, em que sua transmissão para humanos pode ocorrer por meio do contato com animal ou humano infectado ou com material corporal humano contendo o vírus. Apesar do nome, os primatas não humanos não são reservatórios do vírus da varíola. Embora o reservatório seja desconhecido, os principais candidatos são pequenos roedores (p. ex., esquilos) nas florestas tropicais da África, principalmente na África Ocidental e Central.

Leia o documento na íntegra:

(Fonte: Rede CIEVS / Ministério da Saúde)

Documento complementar:

Comentários


bottom of page